Exposição Fotográfica: Roraima – A Mãe de todas as águas

Exposição Fotográfica: Roraima – A Mãe de todas as águas

02 maio 2017 10:00 - 13 maio 2017 21:00

cartaz roraima expo 2017 01A “Mãe de todas as águas”, o Tepuy Roraima. Os indígenas da etnia Pemon (Von Roraima Orinoco) assim o denominavam, presumivelmente porque o Roraima é a fonte dos rios que alimenta, as três grandes bacias dos rios Orinoco, Essequibo e o Amazonas. Tepui é também uma palavra original dos Pemon, que significa montanha. A extraordinária montanha sedimentária característica do maciço Guianes, situado na Zona da Grande Sabana e inserida no Parque Nacional de Canaima na Venezuela, é o mais alto de uma formação de 20 tepuis, atingindo a altitude máxima de 2723 m e com uma área de cerca de 34,38 Km2.

Após várias tentativas falhadas, a primeira vez a ser escalado, e o primeiro de todos, foi no dia 18 de Dezembro de 1884, que levou dois longos meses de expedição, liderada pelos botânicos britânicos Everard im Thurn e Harry Perkins. As noticias das descobertas deram azo à imaginação de Sir Arthur Conan Doyle – o criador de Sherlock Holmes – que inspirado nos fabulosos relatos dos exploradores escreveu o seu fabuloso romance de aventura, The Lost World, (1912), onde os dinossauros ainda estariam vivos no remoto planalto da bacia do Amazonas, conferindo ao Roraima uma aura de mistério e romance.


Organização e informações: carneiro1999@gmail.com





Formulário para divulgação de iniciativas da FLUL

Aqui encontra o formulário para envio de informação sobre iniciativas de âmbito científico, académico e cultural, para divulgação na Agenda da FLUL.
Solicita-se o envio deste formulário, devidamente preenchido, com a antecedência mínima de uma semana relativamente ao início da atividade.
Email: comunicacao@letras.ulisboa.pt
Nucleo de Relações Externas, FLUL