Estudos Africanos

Objectivos

icon-licenciatura-estudos-africanos

A Licenciatura em Estudos Africanos propõe-se oferecer uma formação científica pluridisciplinar de base, no âmbito das Ciências Sociais e Humanas, para a graduação de quadros e especialistas em assuntos relacionados com a África. Para este efeito a FLUL conta com a colaboração do IGOT (Instituto de Geografia e Ordenamento do Território), do ISCTE-IUL (Instituto Universitário de Lisboa) e o apoio institucional do CICL (Camões- Instituto da Cooperação e da Língua I.P.).

Esta Licenciatura pretende dotar os alunos de instrumentos que abram caminho para enfrentarem os desafios do mercado de trabalho num amplo âmbito de actividades (consultar Principais Saídas Profissionais). Procura, também, contribuir para a construção do conhecimento nas diferentes áreas disciplinares envolvidas na Licenciatura na perspetiva da continuidade da formação.

Na Faculdade de Letras da ULisboa, o Curso tem sequência em diferentes formações ao nível do Mestrado e do Doutoramento, que contemplam as áreas de História de África, de Literaturas Africanas de Língua Portuguesa e de Linguística de Contacto. O carácter pluridisciplinar do curso permite o acesso a um amplo leque de áreas de especialização em 2º e 3º ciclos de estudo.

Trata-se da única licenciatura do país que, há mais de uma década e meia, oferece uma formação pluridisciplinar sobre África, dando aos graduados instrumentos fundamentais para conhecer e compreender este continente. É particularmente pertinente pelos laços histórico- culturais que unem Portugal aos Países Africanos de Língua Portuguesa.

É uma formação ao nível superior que dá resposta à intensificação das relações de Portugal e da Europa com a África, bem como ao envolvimento crescente no Continente de potências emergentes: neste novo contexto é urgente a formação de quadros.

Responde às necessidades crescentes de todos os organismos nacionais e internacionais, públicos e privados, que trabalham e fomentam o desenvolvimento no Continente Africano e entre as comunidades imigrantes em Portugal.

 

Condições de Acesso

Vagas: 32
Provas de Ingresso (uma das seguintes provas):

  • 09 Geografia
  • 11 História
  • 18 Português
  • 06 Filosofia

Classificação Mínima: mínimo 95 pontos (de 0 a 200)
Fórmula de cálculo: (Média do Secundário x 0.5) + (Provas de ingresso x 0.5)
Duração do curso: 6 semestres (180 ECTS)
Percursos Alternativos: Não se aplica

 

Plano de Estudos

Unidades Curricularesh/semanaECTS

Geografia de África I: Recursos e Riscos Ambientais

4

6

Introdução à História de África

4

6

Produção do Português Escrito

4

6

A África no Mundo – Relações Internacionais

4

6

Língua Africana 1 *

4

6

Geografia de África II: População, Cidades e Geoeconomia

4

6

História de África das Origens ao Século XV

4

6

Comunicação Intercultural

4

6

Direito das Relações Internacionais

4

6

Língua Africana 2

4

6

Economia e Poder em África

4

6

História de África – Sécs. XV-XX

4

6

Literaturas Africanas de Língua Portuguesa

4

6

Tipologia Linguística

4

6

Opção condicionada

4

6

Religiões Africanas

4

6

Antropologia e Cultura

4

6

Literaturas e Culturas Africanas

4

6

Opção condicionada

4

6

Opção livre

4

6

Economia e Políticas do Desenvolvimento

4

6

História das Relações Afro-portuguesas

4

6

Multilinguismo e Política Linguística

4

6

Opção condicionada

4

6

Opção Livre

4

6

Cooperação e Desenvolvimento em África

4

6

Cultura e Globalização

4

6

Opção Condicionada

4

6

Estágio curricular ou Seminário **

-

12

Todas as Unidades Curriculares são semestrais.

* O Suaíli é, actualmente, a Língua Africana leccionada na FLUL.

** Trata-se de percursos que se oferecem em alterbativa aos alunos do último ano do curso. 

 

Opções Livres e Condicionadas

As Opções Livres podem ser escolhidas em qualquer formação de 1º ciclo.
As Opções Condicionadas escolhem-se na área científica de Estudos Africanos ou noutras áreas disciplinares: 

Na área científica de Estudos Africanos
  • Árabe 1, 2, 3, e 4
  • Língua Africana – Suaíli 3 e 4
  • Crioulos de Base Lexical Portuguesa
  • Introdução às Artes Africanas
  • Cinema Africano
  • Cultura Material, Identidade, Etnicidade
  • História dos Impérios Marítimos e Coloniais
  • Tópicos de Literatura Africana
  • Literatura Angolana
  • Literatura Moçambicana
  • Literaturas Insulares
  • Literatura Colonial
  • Literaturas Pós-Coloniais Comparadas
  • Migrações Africanas
  • Violência, Guerra e Conflito
Noutras áreas científicas
  • Grandes Espaços Mundiais
  • Introdução à Paleografia e Diplomática *
  • História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa
  • O Estudo da Linguagem Humana *
  • O Estudo das Culturas
  • O Estudo da Literatura
  • Língua Europeia 1 e 2 (oferta anual de diferentes línguas)
  • Linguagem dos Media

* Alterações curriculares em fase de apreciação na A3ES.

 

Principais saídas profissionais

Empregabilidade em organismos estatais e internacionais de cooperação; em organizações não-governamentais de desenvolvimento (ONGD), cooperação e de solidariedade social; em instituições ligadas à diplomacia e relações internacionais; na Comunicação Social; em actividades económicas, nomeadamente como assessores de empresas privadas e públicas com interesses em África, em organismos públicos e privados na área da cultura e promotores da interculturalidade, em instituições de investigação sobre temas africanos, e de educação (mediação cultural).

O Curso tem um estágio curricular integrado no último semestre. Nas três primeiras bolsas de estágios curriculares, as ofertas de estágio cobriram entidades de acolhimento das diversas áreas profissionais designadas e superaram em vagas o número de alunos que se candidataram. O Curso tem como percurso alternativo ao estágio integrado, um seminário vocacionado para a investigação.