Alunos e investigadores de Arqueologia da FLUL participam em projeto ibérico

Durante o mês de junho e inícios de julho de 2018 decorreu a terceira campanha de campo do projeto arqueológico transfronteiriço Miño/Minho, visando o estudo das ocupações humanas pleistocénicas no Baixo Minho.

O projeto, desenvolvido por investigadores das Universidades de Lisboa, do Minho e do Porto e, pela parte espanhola, por investigadores associados ao Centro Nacional de Investigación sobre Evolucíon Humana (CENIEH) de Burgos, centrou-se na escavação das jazidas paleolíticas das Carvalhas (Melgaço), de Porto Maior (As Neves) e das Gándaras de Budiño (Porriño), bem como no reconhecimento do potencial arqueológico das zonas desmatadas no último ano pelos incêndios no concelho de Monção.

As fotografias mostram os trabalhos de escavação nas Carvalhas (figura 1) e um biface acheulense recolhido na jazida das Carvalhas (figura 2). 

Nos trabalhos participaram alunos do 1º e 2º Ciclos de Estudos em Arqueologia das Faculdades de Letras da Universidade de Lisboa e do Porto.

Texto: Professor Doutor João Pedro de Paiva Gomes Cunha Ribeiro, Professor Auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa