Alunos de Arqueologia da FLUL na Escola de verão da Cidade de Ammaia 2017

ammaia escola2017A primeira fase da Escola de verão da Cidade de Ammaia 2017, inserida no semestre de verão da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL), terminou no final do passado mês de julho.

As ruínas da cidade romana e as instalações da Fundação Cidade de Ammaia constituem um dos vários locais onde os estudantes de Arqueologia da Faculdade de Letras podem realizar aprendizagem prática, estando a frequência desta Escola enquadrada nas Unidades Curriculares de “Trabalho de Campo” e “Laboratório” (I e II) da Licenciatura em Arqueologia e de “Trabalho de Campo” do Mestrado em Arqueologia.

Para além do trabalho de campo e do tratamento, inventário e classificação dos materiais arqueológicos e da informação gerada, a Escola de Verão inclui aulas, conferências e visitas de estudo a sítios arqueológicos. Na primeira fase, agora concluída, os participantes puderam visitar o Museo Nacional de Arte Romano de Mérida, o Teatro e Anfiteatro de Mérida e o Núcleo Museológico do Teatro Romano de Medellín, em Espanha. A visita guiada foi conduzida pelo Professor Carlos Fabião, coordenador do projeto científico de Ammaia, docente da FLUL e diretor do Centro de Arqueologia da ULisboa- UNIARQ.

O amplo programa de formação da Escola de verão da Cidade de Ammaia, que soma, já, cinco edições, tem proporcionado não apenas a participação de estudantes da FLUL, mas, também, o envolvimento de outras universidades portuguesas e estrangeiras, nomeadamente da Universidade de Évora (parceira institucional da Fundação Cidade de Ammaia), das Universidades de Granada e de Sevilha, e ainda de universidades brasileiras, sublinhando a amplitude e o impacto internacional deste projeto.

A Fundação Cidade de Ammaia nasceu no início década de 1990 com o objetivo de investigar, conservar, valorizar e divulgar esta cidade romana, que se constitui como o mais importante vestígio arqueológico da sua época na região do norte alentejano. A Universidade de Lisboa, a Faculdade de Letras e o Centro de Arqueologia da ULisboa- UNIARQ integram esta Fundação enquanto instituições parceiras.

 

Na imagem: estudantes da Escola de Verão Cidade de Ammaia 2017 (primeira fase) durante a visita ao Teatro Romano de Medellín (Espanha) 
Foto: Todos os direitos reservados