Inauguração do Centro de Iranologia da Faculdade de Letras

inaug centroiranologia 14mai2018O Centro de Iranologia da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL) foi inaugurado no passado dia 14 de maio, em sessão pública decorrida na Sala D. Pedro V da FLUL, e na qual estiveram presentes sua Excelência o Embaixador da República República Islâmica do Irão, Senhor Seyed Hossein Mirfakhar, o Diretor da FLUL, Professor Doutor Miguel Tamen, a Diretora do Centro de Iranologia, Dra. Sépideh Radfar, e o Professor Catedrático aposentado da FLUL, António Dias Farinha, especialista em Estudos Árabes e Islâmicos, bem como convidados da ciência e da cultura, de Portugal e do Irão.

A criação deste Centro dedicado aos estudos iranianos decorre do memorando de entendimento assinado pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e pela Fundação para a Iranologia da República Islâmica do Irão, em julho de 2017. O novo centro da FLUL pretende constituir-se como referência no âmbito da Iranologia na ULisboa, e no país, disponibilizando informação de referência sobre o Irão, e permitirá, segundo o memorando de entendimento, a realização de várias actividades académicas, culturais e científicas no âmbito dos “laços históricos e [d]os pontos culturais em comum [entre os dois países] (...) e [d]o interesse mútuo no desenvolvimento da compreensão intercultural”. O intercâmbio de estudantes e docentes, o apoio à investigação sobre temáticas relacionadas com a cultura e a história do Irão e a realização de cursos de língua persa são algumas das ações futuras desta nova unidade da FLUL.

Na sessão inaugural, o Diretor da FLUL, Professor Doutor Miguel Tamen, saudou a criação do Centro de Iranologia e o apoio do Irão a esta iniciativa. O Embaixador iraniano congratulou a Faculdade de Letras e manifestou, também, a sua satisfação pela fundação deste Centro, especialmente, no âmbito do aumento das relações de cooperação e da amizade entre os dois países, tendo afirmado que ““o aprofundamento das relações Portugal/ Irão também depende do conhecimento mútuo”. Referindo-se ao público externo à Universidade, o Embaixador do Irão expressou, ainda, o seu desejo de que este Centro esteja aberto a todos os interessados no conhecimento da história e cultura do seu país.

A cultura e a história persas têm sido, aliás, objeto de investigação na Faculdade de Letras desde há vários anos, sendo de sublinhar o contributo do Professor Doutor António Dias Farinha, Diretor do Instituto de Estudos Árabes Islâmicos (área de História da FLUL) no desenvolvimento destes estudos. O convite dirigido à Dra. Sépideh Radfar, em 2001, visando a implementação de estudos persas na Universidade de Lisboa, levou à criação do primeiro Curso de Língua e Cultura Persa da FLUL e da Universidade, em 2002.

A Dra. Sépideh Radfar, leitora da FLUL, irá dirigir este novo centro em estreita colaboração com a Fundação para a Iranologia, tendo salientado, na sessão de inauguração, que este será “um centro muito ambicioso”, sublinhado a sua vertente transdisciplinar e o trabalho conjunto já iniciado no âmbito do ensino da língua persa, sobretudo com as áreas de Estudos Asiáticos, de História e de Filosofia, entre outras. Sobre a ampla vocação do Centro, a nova Diretora destacou, ainda, o apoio a projetos de tradução Persa-Português e de Português-Persa, a atribuição de bolsas de estudo na área da Iranologia, tendo, também, anunciado a publicação, em breve, de uma antologia de Literatura Persa.

O Centro de Iranologia FLUL localiza-se no primeiro andar do edifício principal da Faculdade de Letras, estando previsto o lançamento, em breve, de um website dedicado a esta nova unidade.

Texto: Marisa Costa, FLUL-DRE, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas