No passado dia 27 de novembro a Faculdade de Letras acolheu um grupo de 64 estudantes de diversas escolas municipais e estaduais brasileiras que, no âmbito do Projeto “Era uma vez Brasil”, tiveram a oportunidade de concluir o percurso de um ano de atividades focadas na relação histórica entre Brasil e Portugal.

 

img 7991Entre alunos, professores de História e coordenadores, o Anfiteatro I transformou-se num colorido azul, com muitas caras alegres e curiosas, numa faixa etária entre os 14 e os 15 anos, que ouviram atentamente alunos dos cursos de licenciatura em Filosofia e em História da FLUL e tiveram oportunidade de explorar as diferentes possibilidades de darem continuidade aos seus estudos superiores na Universidade de Lisboa.

O Projeto “Era uma vez Brasil” é um projeto de arte e educação voltado para adolescentes do oitavo ano da rede de ensino público brasileiro e consiste num conjunto de atividades que tem como objetivo principal promover o desenvolvimento da cultura nacional através do enriquecimento dos alunos envolvidos, pondo-os em contato com diferentes linguagens artístico-culturais. Nesta edição de 2018 o programa centrou-se na transferência da família real e da corte portuguesa para o Brasil, tendo como base o livro 1808, do escritor Laurentino Gomes.

O projeto é dividido em três etapas, uma primeira etapa de qualificação dos professores de história do oitavo ano através da qual se promovem encontros entre os professores, trazendo novas abordagens possíveis para o estudo da história e da literatura. A partir desses encontros, são propostas aos alunos diferentes atividades de leitura, pesquisa e produção. Entre os mais de 10 mil participantes, 100 alunos melhor avaliados participaram na segunda etapa do projeto e viram os seus trabalhos publicados num livro coletivo.

A segunda etapa aconteceu no período de férias dos 100 alunos, que fizeram uma imersão às diferentes linguagens artísticas, participando em oficinas de teatro, música, capoeira e audiovisual.

Finalmente, na terceira e última etapa, os alunos melhor avaliados durante o projeto tiveram oportunidade de participar no intercâmbio de 10 dias em Lisboa, onde conheceram os caminhos percorridos pela corte portuguesa até a ida para o Brasil, em 1808.


Texto: Denise Moura (FLUL- Divisão de Relações Externas)