A Câmara Municipal de Lisboa lançou no passado dia 10 de Abril o Projecto Lisboa Romana- Felicitas Iulia Olisipo, iniciativa que conta com a colaboração de várias entidades públicas e privadas, entre as quais autarquias, universidades e centros de investigação.

 

Potenciar e ampliar o conhecimento científico sobre a vida na antiga Felicitas Iulia Olisipo e proporcionar a divulgação deste património junto de um público alargado, nacional e estrangeiro, são algumas das ambições deste projecto que conta com a ampla colaboração de unidades de investigação nacionais, em especial Centros de Investigação da Universidade de Lisboa e da Faculdade de Letras, como o Centro de Arqueologia (UNIARQ), o Centro de Estudos Clássicos e o Instituto de História da Arte (ARTIS- IHA).

O projecto, que “que pretende ser uma referência no âmbito da investigação e conhecimento” científico relativo ao período romano, está ainda em desenvolvimento e contará com a criação de uma rede local que envolve agentes de mais de 20 municípios da área metropolitana de Lisboa.

Para além de actividades diversificadas de promoção, valorização e musealização do património, está também prevista a criação de algumas inovações, com especial destaque para uma plataforma online e uma aplicação móvel (app) que permitirão aos utilizadores viajar até aos tempos da Lisboa Romana, com acesso a informações detalhadas sobre mais de 350 sítios arqueológicos e a um mapa interactivo com percursos pela região.

 

>> Leia também

 

Texto: Marisa Costa (FLUL-DREI, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas)

Fontes: UNIARQ; Câmara Municipal de Lisboa