A Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL) lança em Novembro um ciclo de grandes conferências internacionais - as Lisbon Lectures in the Humanities (LLH) - com a presença de grandes nomes das Humanidades: críticos, escritores, investigadores que criaram pensamento próprio e suscitaram acesa discussão.

flulcartaz llh

 As LLH serão as únicas conferências regulares do género organizadas por uma universidade portuguesa e contam com o apoio da ADFLUL – Associação para o Desenvolvimento da Faculdade de Letras de Lisboa. Duas vezes por ano - no Outono e na Primavera - um orador convidado fará uma conferência pública na FLUL e participará, depois, em discussões em pequenos grupos. 

O objectivo das LLH é contribuir para o enriquecimento da vida intelectual de Lisboa e estimular o alargamento do debate no âmbito das Humanidades, dando ao público, universitário e não-universitário, a oportunidade de contactar directamente com muito do que de melhor se faz e se pensa nessa área.

A FLUL contará com a visita de grandes nomes mundiais das áreas da História, da Linguística, da Filosofia e dos Estudos da Literatura e das outras Artes, e também de pessoas que trabalham várias combinações entre estas áreas. 

O primeiro orador das LLH será Michael Fried, Professor Emérito de História da Arte na Johns Hopkins University (E.U.A.), antigo director do seu Humanities Center, e um dos principais críticos e historiadores da arte mundiais.

A conferência de Michael Fried terá lugar a 6 de Novembro, às 18:00, no Anfiteatro I da FLUL e abordará duas das obras mais marcantes e enigmáticas de Manet – “O almoço no ateliê” e “A varanda” – , dando a conhecer um argumento que fará parte do seu novo livro, a publicar em breve, sobre pintores franceses.

Michael Fried tem explorado um olhar comprometido sobre as artes visuais, destacando-se o seu contributo para o entendimento de Manet como criador-chave na história da pintura ocidental e também como figura fundadora da modernidade.

michael fried porjay vanrensselaerCom formação realizada em Harvard, Fried tem escrito sobre pintura e escultura da segunda metade do século XX, mas também pintura francesa dos séculos XVIII e XIX e fotografia contemporânea. As suas obras mais conhecidas incluem o ensaio “Art and Objecthood”, de 1967, um ataque às noções de arte conceptual e de arte minimal, e o livro Absorption and Theatricality, de 1980, onde revê decisivamente o conceito de representação. No seu livro mais recente, What Was Literary Impressionism (2018), descreve a narrativa literária como forma de visualização. Premiado numerosas vezes, o Professor Fried foi galardoado em 2010 com o American Publishers Award for Professional and Scholarly Excellence (The PROSE Awards).

Wendy Doniger (22 Abril de 2020) e Martha Nussbaum (18 Dezembro de 2020) serão as oradoras seguintes das LLH

Uma notável estudiosa da história das religiões Wendy Doniger é uma das mais relevantes sanscritistas da actualidade.

A filósofa Martha Nussbaum tem ganho notoriedade pela sua defesa das humanidades como um saber resistente ao reducionismo capitalista e tecnológico. 

As LLH contam com a RTP e o jornal Público como parceiros media.

As Lisbon Lectures in the Humanities têm entrada livre, sujeita a inscrição no website da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa: www.llh.letras.ulisboa.pt .

  

 

 

As LLH pela voz de professores da FLUL

Miguel Tamen - Director da FLUL

“As Lisbon Lectures in the Humanities vão permitir a vinda a Lisboa de alguns dos mais importantes intelectuais vivos, em domínios variados das Humanidades; poder ouvi-los e conversar com eles vai decerto ser um estímulo à variedade das conversas na Faculdade; e uma afirmação importante da presença intelectual da Faculdade em Lisboa e em Portugal.”

  

Luís Urbano Afonso - Director da Licenciatura em História da Arte

"Até colidir com alguns dogmas do minimalismo e da arte conceptual, M. Fried foi uma estrela do sistema de validação da arte contemporânea internacional, marcando presença nas influentes revistas Art International e Artforum durante os anos sessenta. Desse embate perdeu-se um jovem e talentoso crítico de arte. Em contrapartida ganhou-se um historiador de arte resiliente, responsável pela introdução de abordagens inovadoras no estudo da pintura europeia produzida entre o neoclassicismo e o modernismo."

 

Ana Maria Martins - Directora da Área de Ciências da Linguagem

"As LLH traduzem a vontade de criar um evento novo na cidade de Lisboa que contribua para alargar para além do espaço da universidade a familiaridade com os diferentes domínios das Humanidades, tornando o termo "humanidades" parte do léxico comum."

 

Ângela Fernandes - Directora do PhD-Comp/Programa Internacional de Doutoramento FCT em Estudos Comparatistas

"Com as Lisbon Lectures in the Humanities (LLH) anuncia-se uma oportunidade única no panorama da divulgação do saber em contexto português: a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa oferece aos seus estudantes, investigadores e professores, e também à comunidade em geral, a possibilidade de ver, ouvir e conversar com pessoas que se destacaram a nível internacional pelos seus estudos nos vários domínios das Humanidades. Ao trazer a Lisboa protagonistas notáveis da investigação recente em Humanidades, a Faculdade de Letras convida a aferir o dinamismo dos diversos saberes humanísticos, ao mesmo tempo que propicia a possibilidade do diálogo aberto e directo com aqueles que constroem esses saberes na actualidade. Assim se cumpre a principal missão de uma Escola de Artes e Humanidades: promover o conhecimento crítico das vanguardas do pensamento contemporâneo."

 

Texto: Marisa Costa e Tiago Artilheiro (FLUL-DREI, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas)

Fotografia: Jay VanRensselaer (Johns Hopkins University/ Direitos Reservados)