Legado Leite de Vasconcelos na Biblioteca da Faculdade de Letras

 

guarda sol 2A Biblioteca da Faculdade de Letras alberga a coleção conhecida por Legado de Leite de Vasconcelos, formada por duas componentes: uma Biblioteca de Linguística e Literatura e um Fundo manuscrito.

004

 

A Biblioteca é proveniente da antiga biblioteca de Leite de Vasconcelos, que deixou em testamento à Faculdade de Letras, de que foi professor entre 1911 e 1929, os seus livros das disciplinas filológicas. Entre eles, muitos são exemplares únicos no país e bastantes foram enriquecidos pela mão do proprietário com anotações marginais e manuscritos inseridos.

 

O Fundo é um típico espólio literário, constituído por autógrafos (apontamentos soltos ou originais redigidos, que formam o antetexto de obras de Leite) e por materiais de muitas proveniências, reunidos e organizados por Leite para fins de documentação dos seus trabalhos. Este fundo foi reunido por Orlando Ribeiro no Centro de Estudos Geográficos, onde dirigiu a edição póstuma das obras de Leite de Vasconcelos. Os originais dessas obras figuram igualmente no fundo, que o Centro de Estudos Geográficos depositou na Biblioteca da Faculdade.

 

A parcela da herança de Leite de Vasconcelos que forma o Legado da Biblioteca da Faculdade de Letras é complementada por outra parcela, que foi legada ao Museu Nacional de Arqueologia, fundado por Leite em 1893 e por ele dirigido até 1929. Aí se encontram os seus livros das especialidades não-filológicas, um espólio manuscrito mais extenso mas de estrutura análoga (os originais de certas obras estão repartidos entre as duas instituições), a correspondência recebida por Leite (a emitida acha-se dispersa pelo mundo, ou desaparecida) e os seus documentos pessoais.

 

005

002

Na Biblioteca da Faculdade de Letras, os livros e os manuscritos do Legado estão em vias de tratamento com vista a serem disponibilizados a investigadores e estudantes. Este site exibe instrumentos destinados a facilitar a pesquisa no espólio manuscrito: o respectivo inventário, um índice temático, um roteiro de pesquisa e ainda a reprodução digital de algumas secções. Quanto à biblioteca, que pode ser consultada em regime de reserva, será progressivamente disponibilizada a reprodução digital de livros.

 

 

 

 

 


Publicações leitianas:


- A correspondência trocada entre Leite de Vasconcelos e o linguista alemão Hugo Schuchardt ao longo de 44 anos foi publicada pela Universidade de Bamberg: Hugo Schuchardt/José Leite de Vasconcelos (2013) – Correspondência. Edição, tradução e notas de Ivo Castro e Enrique Rodrigues-Moura. Bamberg: University of Bamberg Press

- O Dicionário de Regionalismos e Arcaísmos, última obra póstuma de Leite de Vasconcelos, foi editado em 2017 por Ivo Castro, João Paulo Silvestre e colaboradores, no site do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa