Inscrições e matrículas em licenciaturas 2018/2019: calendários, prazos e horários

destaques inscricoes 1819 6Já és aluno de licenciatura da FLUL ou vais ingressar pela primeira vez na Faculdade? Fica a saber tudo o que precisas para fazeres a tua inscrição e/ou matrícula.

Consulta o calendário de matrículas e inscrições, horários, informações sobre prazos académicos, propinas e outros dados úteis para o teu ingresso:

Alunos que transitaram de 2017/2018;

- Novos alunos, 1.º ano/ 1.ª vez:

- com teste de Línguas;
- sem teste de Línguas;

- Concursos e regimes especiais:

- Maiores de 23, titulares de Cursos Superiores, mudança de par instituição/ curso, reingresso e estudante internacional.

 
Serão os teus primeiros dias na FLUL? Não percas o programa de acolhimento de novos estudantes que a FLUL preparou para ti. Consulta o programa AQUI.

Links úteis:

>> Calendário de inscrições e matrículas

>> Calendário Escolar 2018/2019

>> Horários 

>> Programas das Unidades Curriculares 

>> Propinas

>> Testes de colocação de nível de língua

>> Inscrições 2.º e 3.º ciclos (mestrados e doutoramentos) e cursos de pós-graduação

 

Falecimento do Professor Doutor João David Pinto-Correia

A Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL) presta sentida homenagem ao Professor Doutor João David Pinto-Correia, falecido ontem, 19 de agosto, em Lisboa. Docente do Departamento de Línguas e Literaturas Românicas da FLUL e eminente especialista em Literatura Portuguesa, o Professor João David Pinto-Correia desenvolveu uma intensa e notável atividade no âmbito do estudo da Literatura Oral e Tradicional.

O Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da FLUL (CLEPUL), manifestou também, em comunicado, o seu profundo pesar pelo falecimento do professor e investigador, coordenador do Grupo de Investigação de Tradições Populares Portuguesas Professor Manuel Viegas Guerreiro daquela unidade. “[R]eferência nos estudos de Literatura Oral e Tradicional, poeta e docente aposentado da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, João David, como era tratado entre amigos, marcou gerações de alunos e deixa uma mágoa profunda em todos nós" refere a nota de condolências divulgada pelo CLEPUL. Ainda segundo este Centro de Investigação da FLUL, encontra-se em preparação um volume de homenagem a João David Pinto-Correia, coordenado por Thierry Proença dos Santos.

A Presidência do Governo Regional da Madeira, lamentou, igualmente, o desaparecimento do Professor, “ilustre madeirense” nascido no Funchal, em mensagem divulgada hoje em órgãos de comunicação social.

O corpo do Professor João David Pinto-Correia estará em câmara ardente hoje, dia 20 de agosto, na Igreja da Parede, a partir das 18 horas. O funeral do Professor realiza-se amanhã, dia 21, às 15 horas, para o cemitério da Galiza (São João do Estoril).

 

Fonte: CLEPUL

Candidaturas abertas: Prémio Santander de Voluntariado Universitário

premiovoluntariadouniversitario 2018 2Com o objetivo de apoiar a projeção das Instituições de Ensino Superior na Sociedade Civil, o Banco Santander Totta lançou em 2016 o Prémio de Voluntariado Universitário, distinguindo as melhores práticas de voluntariado promovidas por estudantes do Ensino Superior.

O Prémio, que tem como objetivo promover o voluntariado como exercício de cidadania ativa com benefícios para a sociedade e igualmente para o desenvolvimento das competências pessoais dos jovens durante o seu percurso académico no ensino superior, visa distinguir 10 projetos finalistas de elevado mérito.

Além do apoio pecuniário de 3.000€, os três projetos premiados contam com seis meses de mentoria estratégica por um diretor sénior do Banco Santander Totta.

As candidaturas encontram-se abertas entre 5 de julho e 12 de outubro de 2018.

Para mais informações, consulte o website ou contacte: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. | 913 604 515 (dias úteis, das 14h às 17h).

Prémio Universidade de Lisboa 2018 atribuído ao Professor Doutor António Borges Coelho

O Prémio Universidade de Lisboa 2018 foi atribuído a António Borges Coelho, Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL).

António Borges Coelho, catedrático jubilado da FLUL, historiador e investigador, constitui uma referência fundamental no âmbito da História e da historiografia portuguesa. A sua extensa obra bibliográfica versa sobre diversas temáticas, como as raízes da expansão portuguesa, a história da Inquisição ou a presença árabe no atual território português, incluindo, ainda, a poesia, o teatro e a ficção.

Segundo a deliberação do júri presidido pelo Reitor da Universidade de Lisboa, “para além da relevância do seu percurso científico, o júri sublinhou a grande erudição e acessibilidade da sua obra, e o seu comprometimento com a cultura e a língua, evidenciado no modo como integra na narrativa dos acontecimentos a caracterização detalhada de instituições, informações demográficas, e estruturas económicas, sociais e culturais.”

Entre outras distinções, o Professor António Borges Coelho foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem de Sant'Iago da Espada, pelo Presidente da Republica Portuguesa, em 1999.

 

Leia a Deliberação do Júri



Fonte: ULisboa

Investigadora da FLUL ganha bolsa de mais de um milhão de euros

Joana Freitas, investigadora do Centro de História da Universidade de Lisboa, acaba de ganhar uma bolsa Starting Grant 2018 no valor de mais de um milhão de euros (1,062,330 euros), atribuída pelo Conselho Europeu de Investigação (ERC) a investigadores de excelência em início de carreira.

O projeto selecionado pelo ERC - DUNES: O Mar, a Areia e as Gentes. Uma História Ambiental das Dunas Costeiras –, coordenado por Joana Freitas, é o único projeto português a ser financiado pelo ERC pelo período de cinco anos na Área de História, e um dos dois únicos projetos portugueses que vão receber financiamento na área das Ciências Sociais e Humanas.

A investigadora, que trabalha no projeto desde 2004, só em 2015 escreveu a base da proposta no Rachel Carson Center, em Munique, que havia de apresentar à ERC. “As dunas, grandes massas de areia, aparentemente desinteressantes, sobretudo para os historiadores, são o mote para contar histórias fascinantes sobre a relação dos seres humanos com o litoral, em Portugal e no mundo, pensando o passado, o presente e o futuro”, explica.

 

Um projeto de investigação com aplicação prática

O projeto irá fazer uma História Ambiental das Dunas, numa perspetiva comparada, analisando casos de estudo em vários países. Joana Freitas salienta que esta é uma perspetiva inovadora, nunca investigada até agora: “iremos cruzar dados históricos e dados físicos sobre as dunas para perceber a relação das populações com estes ambientes e as transformações que foram sofrendo para, no fim, mostrarmos as dunas e os ambientes costeiros numa nova perspetiva e mostrar como a História pode oferecer um contributo importante para a compreensão da evolução dos litorais”. Um tema da atualidade, pela sua ligação às alterações climáticas ambientais globais.

A investigadora acentua que o projecto DUNES pode ser útil de várias formas para todos aqueles que têm responsabilidades na gestão costeira. Joana Freitas sublinha que a investigação vai mostrar como “num tempo longe de dois ou três séculos foram geridos estes espaços, que ações foram implementadas e quais as suas consequências a longo prazo, fornecendo exemplos práticos, testados, das melhores formas de intervenção nas dunas (tipo de cercas, espécies de plantas, etc)”. Mas não só. A investigadora do Centro de História da Universidade de Lisboa destaca, também, a importância do projeto por considerar as dunas como “patrimónios culturais”, sugerindo, a este nível, a leitura de Batalha sem fim, de Aquilino Ribeiro.

Foi há quase um ano que Joana Freitas apresentou a proposta ao ERC. Quando passou à segunda fase, a investigadora deslocou-se a Bruxelas para uma entrevista: “esta é a parte mais difícil, uma vez que estão mais de dez especialistas numa sala pequena, e tive vinte minutos para apresentar o projeto e responder a perguntas”, conta.

O resultado chegou agora: há mais de um milhão de euros entregues a um projeto de um centro de investigação da FLUL. O projeto será composto por cinco pessoas a tempo inteiro, quatro investigadores e um gestor de ciência. Terá ainda um senior researcher e um consultor externo, a tempo parcial. “A grande particularidade desta equipa, que foi muito valorizada pelo painel de avaliação do ERC, é a sua componente interdisciplinar, pelo que parte da equipa a contratar será da área das Ciências Naturais”, diz a investigadora.

Joana Freitas é doutorada em História Contemporânea pela FLUL (2011), instituição onde fez também o Mestrado em História Contemporânea (2005) e a Licenciatura em História (2000). Foi, ainda, investigadora de Pós-Doutoramento no IELT - Instituto de Estudos e Literatura e Tradição, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (2011-2018), Linda Hall Library Fellow nos EUA (2014) e Rachel Carson Fellow na Alemanha (2015).

Texto e Fotografia: Tiago Artilheiro (FLUL-DRE, Núcleo de Imagem, Comunicação e Relações Externas)

Programa de Estágios Profissionais Internacionais INOV Contacto

inovO INOV Contacto é um programa de Estágios Profissionais Internacionais dirigido a Jovens com Formação Superior e Entidades que queiram reforçar as suas equipas com talento português.

Os Estágios decorrem em qualquer parte do mundo, durante 6 a 9 meses, em que os jovens desenvolvem as suas competências no mercado internacional e as entidades usufruem de capital humano altamente qualificado para impulsionar o seu negócio.

As candidaturas decorrem até ao dia 4 de outubro.

Consulte aqui todas as informações sobre este programa.