Docentes

 Docentes 2023 / 2024
 
 
Alberto Arruda
albertoarruda[at]letras.ulisboa.pt
 
Professor Auxiliar, estudou na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (L, 2007; M, 2009; D, 2016) sendo também membro do seu Departamento de Estudos Germanísticos. Fez parte do seminário Virtue, Happiness and the Meaning of Life na Universidade de Chicago (2017). Os seus interesses incluem poesia, Wittgenstein, filosofia da arte, filosofia política e filosofia da mente.
 
 
Bojana Cvejić 
 
Doutorou-se em filosofia no Centre for Research in Modern European Philosophy, Londres e fez mestrado e licenciatura em musicologia e estética na Faculdade de Música da Faculdade de Artes de Belgrado. É autora, com Ana Vujanović, de Public Sphere by Performance (b-books 2015) e Toward a Transindividual Self: A Study in Social Dramaturgy ( Archive Books, 2023). Participou em numerosas obras de ópera, dança, vídeo-dança e teatro na Europa como codiretora, dramaturga ou intérprete, colaborando com e.o. Jan Ritsema, Xavier Le Roy, Eszter Salamon, Martin Ingvartsen, C. De Smedt. Leciona na P.A.R.T.S. em Bruxelas e é, desde 2017, professora de Teoria da Dança na Academia Nacional de Artes de Oslo.
 
 
 
Catarina Firmo
catarinafirmo[at]gmail.com
 
Docente e investigadora integrada no Centro de Estudos de Teatro da Faculdade de Letras - Universidade de Lisboa (CET-FL.UL). Desenvolve desde 2014 um projeto de investigação dedicado ao estudo de marionetas contemporâneas acolhido pelo CET-FL.UL e pelo CRILUS-Université Paris Nanterre, com o título «Metamorfose e desmesura. Fronteiras e hibridismos no Teatro de Formas Animadas», financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia com uma bolsa de pós-doutoramento. Doutorada em Estudos de Teatro, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e em Estudos Portugueses, pela Université Paris 8. Professora Adjunta Convidada na Escola Superior de Educação – Instituto Politécnico de Lisboa desde 2016. Foi docente na Université Paris 8 entre 2009 e 2016. Coordenou o volume Marionetas e formas animadas. Teorias e Práticas (2019) com Miguel Falcão.
 
 
 
Cláudia J. Fischer
c.fischer[at]netcabo.pt
 
Professora Auxiliar na FLUL, estudou na Universidade de Nova de Lisboa (L, 1984; M, 1990) e na Universidade de Lisboa (D, 2007), sendo também membro do Departamento de Estudos Germanísticos. Os seus interesses incluem Romantismo Alemão, Estética, Estudos Interartes, Schiller, Kleist.  É autora de  Sobre Graça e Graciosidade (2015) e co-editora de  Argumentos para Filmes (2011).  Traduziu Mann, Brecht, Rilke, Kleist, Wackenroder, Hoffmann, Benjamin e Fassbinder. Coordena a linha de investigação sobre Literatura e Música no Centro de Estudos Comparatistas da Universidade de Lisboa. 
 
 
 
José Camões
jcamoes]at]letras.ulisboa.pt
 
Doutorado em Estudos de Teatro pela Universidade de Lisboa, é membro do Centro de Estudos de Teatro da FLUL, onde desenvolve trabalho sobre a História doTeatro em Portugal e a edição de teatro clássico português, assegurando a coordenação científica de vários projectos, que inclui a edição digital integral do corpus do teatro de autores portugueses dos séculos XVI-XVIII. Os seus interesses incluem as Humanidades Digitais e a Crítica Textual.
 
 
 
José Pedro Serra
j.p.serra[at]fl.ul.pt
 
Professor catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Licenciou-se em Filosofia em 1980, na Faculdade de Letras de Lisboa. No mesmo ano terminou o 5º ano do Curso de Teologia na Universidade Católica Portuguesa. Em 1989, obteve o grau de Mestre em Literatura Grega na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, defendendo a tese Dioniso. Aspetos do dionisismo na literatura grega. Em 1999, tendo defendido a tese Pensar o trágico – categorias da tragédia grega, obteve o grau de Doutor em Cultura Clássica na mesma Universidade. É membro docente do Departamento de Estudos Clássicos da Faculdade de Letras de Lisboa, onde tem lecionado disciplinas na área do Grego, da Literatura Grega, do Teatro Antigo e da Cultura Clássica. Integra o Centro de Estudos Clássicos, onde coordena a linha de investigação sobre literatura e cultura gregas. Autor de conferências e artigos no âmbito da Filosofia, da Literatura e da Cultura Clássica, publicou Pensar o Trágico, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian, 2006 (Prémio PEN na modalidade de Ensaio).
 
 
 
 
José Maria Vieira Mendes
joseantunes[at]campus.ul.pt
 
Professor auxiliar, estudou na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (L, 1999, D, 2016). É também membro do Departamento de Estudos Germanísticos e diretor do Programa em Estudos de Teatro. Os seus interesses incluem artes performativas, arte contemporânea, estudos de teatro, estudo de culturas e estudos feministas, entre outros. Publicou o livro Uma coisa não é outra coisa (2016 e 2022) e vários livros de peças e ficção. Ensinou anteriormente na Universidade Nova de Lisboa e na Escola Superior de Tetro e Cinema. É membro da direção artística do Teatro Praga.
 
 
 
Maria Sequeira Mendes
mariafmendes[at]campus.ul.pt
 
 Professora Auxiliar na FLUL, estudou na Universidade Católica de Lisboa (L, 2000) e na Universidade de Lisboa (M, 2005; D, 2012).   É também membro do Departamento de Estudos Anglísticos.   Entre 2005 e 2017 ensinou na Escola Superior de Teatro e Cinema, do Instituto Politécnico de Lisboa.  Foi Beaufort Visiting Scholar em St John’s College, na Universidade de Cambridge.  Os seus interesses incluem crítica literária, direito e literatura, Shakespeare  e teatro.   É autora de The Ordeals of Interpretation (2020) e está a escrever um segundo livro sobre lisonja e Shakespeare.
 
 
 
 
Paula Caspão
pcaspao[at]edu.ulisboa.pt
 
Paula Caspão vive e trabalha entre Lisboa e Paris, entre a investigação teórica e a investigação artística, nos campos expandidos da dança, da edição, do cinema experimental e do arquivo. É investigadora e docente no Centro de Estudos de Teatro da Universidade de Lisboa e investigadora associada no Centro de História Contemporânea da Universidade Nova de Lisboa. Doutorou-se em filosofia (epistemologia e estética) na Universidade de Paris Ouest Nanterre, com uma tese sobre o sensorium da coreografia contemporânea (2010); foi visiting scholarno departamento de Performance Studies da Tisch School of the Arts, New York University (2018). Desde 2005 tem apresentado trabalho artístico e teórico em várias instituições através da Europa, nos EUA e na Austrália, afirmando o entrelace de práticas coreográficas com práticas discursivas e testando formatos de investigação singulares. É autora de Relations On Paper (2013), editora de The Page As a Dancing Site (2014) e Pièces Assemblées (2017). Atualmente prepara uma antologia com o título Expanded Practices All Over: reading-writing-dancing in [mis]performance.
 
 
 
Paula Magalhães
paula.magalhaes[at]campus.ul.pt
 
Doutorada e mestre em Estudos de Teatro pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e investigadora do Centro de Estudos de Teatro. Deu aulas na Escola Superior de Tecnologia e Artes de Lisboa, Escola Superior de Educação de Lisboa e Escola Profissional de Setúbal. Jornalista de formação, trabalhou durante mais de 20 anos em rádio (Radar, Voz de Almada e Sul e Sueste). É membro da ArteViva – Companhia de Teatro do Barreiro, onde, há cerca de 30 anos, desenvolve atividade como atriz, formadora e encenadora. Publicou, mais recentemente Teatro da Trindade 150 Anos – O Palco da Diversidade (Guerra e Paz, 2017); e Sousa Bastos (INCM, 2018).
 
 
 
Rui Pina Coelho
ruicoelho[at]campus.ul.pt
 
Rui Pina Coelho (Évora, 1975) é Professor Auxiliar na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, desde 2017. Dirige o Centro de Estudos de Teatro da FLUL. Integra o Conselho Redactorial da Sinais de Cena – Revista de estudos de teatro e artes performativas, desde 2004, dirigindo esta publicação entre 2015 e 2022. Publicou Karl Marx raconté à mes enfants et rappelé au peuple (Les Solitaires Intempestifs, 2022), Tudo é um nada novo: textos para espectáculos na era da economia da atenção (Douda Correria, 2021), Este título não que é muito longo: textos para teatro (2011-2018) (Companhia das Ilhas, 2020); António Pedro (Colecção Biografias do Teatro Português (IN-CM, 2017); A hora do crime: A violência na dramaturgia britânica do pós-Segunda Guerra Mundial (1951-1967) (Peter Lang, 2016); Casa da Comédia (1946-1975): Um palco para uma ideia de teatro (IN-CM, 2009), entre outros títulos. Coordena o volume Teatro Contemporâneo Português: Experimentalismo, Política e Utopia [título provisório] (TNDMII/Bicho do Mato, 2017). Como autor e dramaturgista, colabora regularmente com o TEP – Teatro Experimental do Porto.